terça-feira, 24 de agosto de 2010

Entre a razão e a ignorância

Até quando?
Essa é a pergunta que não pode calar: até quando?
Até quando vidas serão ceifadas em nome da honra, do machismo e da soberba masculina? Chegamos ao tempo em que as pessoas não entendem e não praticam a tolerância, agem como totais irresponsáveis, delimitando espaços em prol de sua própria insensatez. Não existe justiça, lei, não existe humanidade, não existe amor. Cada um vive da forma que seu orgulho e "capitalistite" permite. Ninguém sabe mais amar. As pessoas perderam o senso e matam por estilo, por necessidade de marcar território. Mas até quando isso vai continuar? No início, mataram os índios, donos dessa terra, somente para que eles não a reivindicassem de volta. Destruíram a natureza do litoral ao interior para servir aos seus propósitos econômicos, rasgaram o país de ponta a ponta em prol de sua magnitude disfarçada. Até quando?Não sabemos se o que teremos é futuro ou se este ficou no museu do século passado. O fato é que vidas são ceifadas por causa do falso poder que o homem atribui a ele mesmo. 
Enquanto isso, filhos vão ficando sem pai, mulheres sem seus maridos, seus portos seguros, famílias dizimadas... tudo por causa da soberba masculina de achar que sua honra é ilibada, intocável, irredutível e indestrutível, pois como homem não se admite que ninguém te olhe de modo diferenciado.Mas até quando seremos todos escravos do poder do dinheiro e do mal caratismo do homem que acha que pode tudo por ser macho? Até quando? Ao certo não se sabe e nem tão pouco se a justiça será feita. O que se sabe é que mais um pai de família foi morto e que a culpa jamais será atribuída a ninguém, pois  a honra de um "homem" é que foi manchada. Isso é o absurdo mais infame que se pode registrar, pois educação não é algo que se encontra em todo lugar e o mundo, infelizmente, não quer pessoas idôneas povoando seus espaços, prefere pessoas de índole duvidosa, que portem arma e mate quem se lhe olhar de um modo diferente do que a sua vontade ignorante permita. Quem preencherá o vazio no seio dessa família doravante? Quem educará junto com essa esposa chorosa o fruto de um amor abençoado por Deus que tanto alegrou os dias do casal? Quem? Essa é a pergunta e a resposta só Deus dirá. Quem animará os dias dessa esposa que soube viver intensamente  o seu sacramento em nome da sua obediência a Deus? 
São fatos como esses, amigo leitor, que nos fazem refletir sobre o que seja mesmo sabedoria, o que seja honra, moral, caráter.A quem vamos culpar, cobrar justiça? Estamos no tempo de campanha política e o auge das atenções é o quanto se ganhará de cada candidato, não importando o que estes façam com o cidadão depois de eleito, o dinheiro conta somente.Logo as pessoas esquecerão o nome desse pai que teve a sua vida ceifada por umi ncrédulo que acredita na sua arma e nunca em Deus.Mas é justamente Ele, Deus, que cuidará para a verdadeira justiça seja feita. E assim será feito. 
Seja coerente e não apóie injustiças.

Os desenhos do céu

Tantas imagens falam por si só!!!!!!!! O que nos dizem as nuvens que desenham histórias e traçam caminhos para nossa imagin...