Entre a razão e a ignorância

Até quando?
Essa é a pergunta que não pode calar: até quando?
Até quando vidas serão ceifadas em nome da honra, do machismo e da soberba masculina? Chegamos ao tempo em que as pessoas não entendem e não praticam a tolerância, agem como totais irresponsáveis, delimitando espaços em prol de sua própria insensatez. Não existe justiça, lei, não existe humanidade, não existe amor. Cada um vive da forma que seu orgulho e "capitalistite" permite. Ninguém sabe mais amar. As pessoas perderam o senso e matam por estilo, por necessidade de marcar território. Mas até quando isso vai continuar? No início, mataram os índios, donos dessa terra, somente para que eles não a reivindicassem de volta. Destruíram a natureza do litoral ao interior para servir aos seus propósitos econômicos, rasgaram o país de ponta a ponta em prol de sua magnitude disfarçada. Até quando?Não sabemos se o que teremos é futuro ou se este ficou no museu do século passado. O fato é que vidas são ceifadas por causa do falso poder que o homem atribui a ele mesmo. 
Enquanto isso, filhos vão ficando sem pai, mulheres sem seus maridos, seus portos seguros, famílias dizimadas... tudo por causa da soberba masculina de achar que sua honra é ilibada, intocável, irredutível e indestrutível, pois como homem não se admite que ninguém te olhe de modo diferenciado.Mas até quando seremos todos escravos do poder do dinheiro e do mal caratismo do homem que acha que pode tudo por ser macho? Até quando? Ao certo não se sabe e nem tão pouco se a justiça será feita. O que se sabe é que mais um pai de família foi morto e que a culpa jamais será atribuída a ninguém, pois  a honra de um "homem" é que foi manchada. Isso é o absurdo mais infame que se pode registrar, pois educação não é algo que se encontra em todo lugar e o mundo, infelizmente, não quer pessoas idôneas povoando seus espaços, prefere pessoas de índole duvidosa, que portem arma e mate quem se lhe olhar de um modo diferente do que a sua vontade ignorante permita. Quem preencherá o vazio no seio dessa família doravante? Quem educará junto com essa esposa chorosa o fruto de um amor abençoado por Deus que tanto alegrou os dias do casal? Quem? Essa é a pergunta e a resposta só Deus dirá. Quem animará os dias dessa esposa que soube viver intensamente  o seu sacramento em nome da sua obediência a Deus? 
São fatos como esses, amigo leitor, que nos fazem refletir sobre o que seja mesmo sabedoria, o que seja honra, moral, caráter.A quem vamos culpar, cobrar justiça? Estamos no tempo de campanha política e o auge das atenções é o quanto se ganhará de cada candidato, não importando o que estes façam com o cidadão depois de eleito, o dinheiro conta somente.Logo as pessoas esquecerão o nome desse pai que teve a sua vida ceifada por umi ncrédulo que acredita na sua arma e nunca em Deus.Mas é justamente Ele, Deus, que cuidará para a verdadeira justiça seja feita. E assim será feito. 
Seja coerente e não apóie injustiças.

Comentários

Anônimo disse…
CONCORDO PLENAMENTE COM SUAS PALAVRAS,POIS É INADiMISSIVEL O QUE ACONTECEU ONTEM COM NOSSO COLEGA E O QUE VEM ACONTECENDO COM O RESTO DO MUNDO, OU SEJA PESSOAS SEM CARATER, ABUSANDO DO PODE DE UMA ARMA PARA TIRA A VIDA DE INOCENTES ,VOCÊ fala muito bem, os politicos so estão preocupado porque ainda a campanha não acabou depois esquecem de tudo e dai só voltam a lembrar de alguem daqui a quatro anos novamente, até quando?
vamos viver dessa maneira, na realidade vivemos em um mundo que temos que ter cuidado com todos que estão ao nosso redor, afinal ninguém conhece ninguém.
Anônimo disse…
Diante dessa situação que nos afligem somente um Deus para nos fortalecer pq não vai ser justiça politico que modifique essas ignorancia do ser humano.
Cícera disse…
Sábias palavras, essa é a nossa realidade, eu que tive uma maravilhosa experiência de ter um PAI, presente,atencioso preocupado entre tantas ouras características atribuídas a ele, imagino esses filhos criados sem essa presença forte, essa ponte de apoio, sei que fará diferença, Deus tirou ele mas, com certeza aparecera´outras pessoas que possam no mínimo amenizar seu sofrimento pois, Deus não desampara ninguém.E em meio a dor sofrimento ainda tinham aqueles se aproveitando da cituação e fazendo sua campanha política ou, no mínino, verificando se estar bem na fita. A pergunta continua a até quando?

Postagens mais visitadas