A carroça

Ao longe se ouve o estalido
dos ferros na madeira
parece o som do triângulo e da zabumba
fazendo música ao longe da estrada

O carroceiro grita carinhosamente
_ Iééééégua, Ligeira, tou atrasado!

O animal parece entender
remonta seus passos e o som do
chicote no ar compõe um acorde completo
em harmonia com a respiração dos dois
_homem e animal.

No caminho, umcarro de boi
nele a música é mais forte.
Cá, um canto de alegria
lá, um canto de lamento.
Carroça e carroceiro
animal, carroça e música
saída do suor de ambos
até que o dia termine.

Betania Maria de Andrade Ferreira (versos concebidos no dia 24.05.08)

Comentários

Postagens mais visitadas