Rotina de leitura e escrita da escola municipal Antonio Fernandes Rodrigues Santos

Com o intuito de desenvolver o pensamento crítico acerca da realidade do mundo em que vivemos, a professora de Português e Redação da 8ª série "A" e "B", passou para os seus alunos uma atividade envolvendo a confecção de paródias sobre temas do cotidiano. Os alunos abordaram temas como tabagismo, sexualidade, música, cultura e arte, virgindade, educação e beleza física. Cada grupo apresentou um tema e cantou na sala para os colegas apreciarem. Foi muito gratificante,pois cada um fez sem se preocupar possíveis críticas. Segundo eles, o importante é fazer a atividade. A aluna da 8ª série "B", Silvanilda, pediu que fossem feitas mais atividades como esta, pois a ajudou bastante a se desenvolver, a praticar a oralidade e a pesquisa passou a ter mais sentido, ou seja, é a prática comprovando a teoria.
A paródia sobre cultura e arte conta com os alunos Madson Vinicius, Jorge Luis, Lauriza, Bianca e Mickaely abordando o tema com a melodia da música de João Bosco e Mateus "Chora , me liga".


Não era pra vocês esquecerem da nossa cultura
cultura e arte, cultura e arte
A arte cresce, pinta e borda
pra gente ver e rever
cultura e arte, cultura e arte
a cultura daqui tem várias lendas
pra gente falar, tem lobisomem
mula-sem-cabeça e João Valentim
e se você topar um lobisomem por ai
lembre se correr o bicho pega e se ficar o bicho come.

Corre, seu Zé que o lobisomem vai te pegar
é a cultura desse lugar
que a gente vai resgatar
A arte é feita pra gente fazer e refazer
é a cultura, a gnete bate e diz olê.


Sobre o tabagismo, os alunos Alison, Caíla, Luiz, Iran e Analu, abordaram através da melodia da canção "Vou fazer leilão"


Estou à beira da loucura
o vício não mais me segura
estou fora da sua vida, eu já fui
quero minha liberdade
posso até sentir saudade
sei quanto custa dominar um vício
mas meu amor não dá mais pra você
sei que não está nem ai
quero saber de verdade o que
é bom pra mim

eu vou fazer leilão
não mais pelo vício não
me ajude a voltar a viver
eu preciso que seja você
eu vou fazer um leilão
não mais pelo cigarro não
ele está aqui tão perto
não o arremate pra você

O tema DST é preocupante no meio deles e o grupo Maria Gilclênia, Wedna, Alyss e Jaqueline, de forma bem envolvente, abordou este tema e escalereceu algumas dúvidas dos colegas. Elas usaram a melodia da música de Kelly Kei, Por causa de você.
Não uso mais batom
rasguei meu short curto
diminui meu tom
deixei os meus estudos
e só fiz muitas bobagens
com as DSTs
perdi minha liberdade
entreguei minha vida
fiquei muito covarde
briguei com o mundo, larguei tudo
eu não olhei para trás
tou com DST
e já não posso voltar atrás

É ou não é pra pensar
É ou não é diz você
É ou não é pra chorar
quando com problemas está? (2x)
DST, eu já sei sinceramente
já pensei
com DST vacilei
vamos prevenir então (bis)

Outro tema importante de se discutir na escola é a virgindade, que foi abordado pelo grupo Maria Ivone, Wiltevan, Cristiane, Acássio, Inácio, também com a música Por causa de você, de Kelly Kei.

Por causa de tudo que está acontecendo
hoje em lugares em cada momento
um assunto a se tratar sobre a virgindade vamos conversar
É ou não é pra falar
É ou não é pra suas dúvidas tirar
É ou não é pra pensar
diz você o que vai acontecer

A donzela em mulher irá se transformar

É mais uma transformação
tanto na sua vida quanto na sua opinião

É ou não é pra falar?
é ou não é um assunto a se tratar?
É ou não é pra falar
diz você o que vai acontecer?

O que á a virgindade? É um processo que ocorre em uma certa idade. Sinceramente vou falar. Cabe a vocês parar e pensar.

Os alunos da 8ª série "B" abordaram dois temas: Drogas e Reciclagem. O grupo Leiliane, Amintas, Givaldo e Felipe, cantou, na melodia de Como fui me apaixonar, da banda Calcinha Preta, Como fui me drogar.

Como fui me drogar/sabendo o que ia acontecer/agora estou viciado/ e não sei o que vou fazer.
Comigo aconteceu assim/ estava lá na Rua Nova/ e um amigo me chamou/ pra experimentar/fiquei só fumando ali/olhando o pessoal passar/de repente fiquei muito doido/e não pude mais me controlar/ eu não sei o que aconteceu/por ali já não era mais eu.

Passei a gostar de drogas/ e não pude mais me controlar

Drogas (7x)

Não vou mudar meu destino/preciso me controlar/sei que o que sinto é bom/são as drogas que estão no ar/não posso mais fazer nada/pois fico muito louco/ é só deixar a vida levar/pra mim está muito claro.

Eu não sei o que aconteceu/porque ali já não era mais eu/passei a gostar de drogas/e não pude mais me controlar.

O grupo Silvanilda, Suille, JOkelis, Fábio e Rafael, abordaram, na melodia de Victor e Léo, Borboletas, o tema reciclagem.

Percebo que o tempo já se passa
você destruindo a mata, é sempre assim
Era tudo tão bonito mais se tornou esquisito
desse jeito parece que é o fim
Agora você luxa é riqueza que o leva entre os dois mundos
sei que estou sofrendo, mas ainda sei que vou...
Eu vou lutar e reciclar
eu sei que eu vou fazer
a diferença nesse mundo com você
Vocês, vão aprender a respeitar e vão sempre lembrar
pra vencer nesse mundo é preciso economizar.

Esse é um trabalho que visa o desenvolvimento da oralidade e da escrita e de mesmo de forma simplória, atingiu sua meta. Outros grupos registraram suas opiniões, contribuindo para a satisfação de todos.














Comentários

É muito bom ver na internet o trabalho desenvolvido em algumas escolas de Sergipe.

Normalmente, o que se divulga são dados negativos. Os homens sempre enfatizam o fracasso, quase nunca dá-se atenção às ações exitosas e promissoras.

Lembra-me uma frase que ouvi (e que atribuíram a Sarthre): "Ninguém para para assistir a construção de um edifício, mas sua demolição torna-se um espetáculo". É triste, mas sempre acontece assim.

Pois bem, constrariando as expectativas, cá estamos nós, internautas, paradinhos assistindo a construção do edifício do conhecimento.

E que espetáculo magnífico!
Onde se lê "Sarthre", leia-se "Sartre".

Postagens mais visitadas