Glória no passado... Paz no futuro!?!

O dia 07 de setembro é um dia de glória para nós brasileiros.  Este é o dia em que a bravura de um homem proporcionou a todo o povo brasileiro a alegria de dizer-se livre de Portugal. Ainda vemos os ecos da história sussurrando o brado de liberdade proclamado às margens do Ipiranga. Tradição e orgulho povoam a mente e o espaço dos brasilieros, que cultivam a esperança de um Brasil organizado, com leis e serviços que contemplem a todos indistintamente. Os ideais de "ordem e progresso" vagam pelos corredores do país, mesmo que na prática o regime não seja igualitário.
Hoje mal se sabe cantar o  hino nacional, mal se conhece os símbolos nacionais, mal  se compreende o sentido do "Independência ou morte!" proclamado em 1822. Seria perda do patriotismo dos brasileiros? Seria tomada de consciência ante as façanhas do poder? Ao certo não se sabe. O fato é que a glória do passado tornou-se obsoleta diante de um presente cujas lutas não englobam o coletivo, mas facções, grupos, blocos de interesse. Reverenciar as tradições virou cafonice, ultraje de gente ultrapassada. Mas e a nossa identidade?
O povo é o Brasil e o Brasil é o cenário de uma história que caminha sem muito esmero. O povo não mais valoriza suas tradições, mas há quem ainda  tenha saudade das paradas do sete de setembro e ainda se emocione ao ouvir a banda tocar, entoar os hinos nacional e da independência. A glória do passado permanece viva na memória dos que ainda sentem o orgulho de ser brasileiro.

Comentários

Postagens mais visitadas