A majestade: Mãe Natureza!

Todos os dias fico a me perguntar até onde vai o  homem com sua infinita ignorância. Ora tenho pena, ora imagino que tudo o que ele padecer é apenas um bom " puxão de orelhas" que Deus lhe dá. Mas é quando chego a um lugar c omo o que veremos a seguir que sinto a excelência divina de nos amar tanto e doar tanto para a nossa vida... tanto que até esqueço das agruras provocadas pelo homem. Quando contemplo a forma ímpar, singular como a natureza se organiza em suas estações percebo que por mais que tentemos, jamais conseguiremos mudar o rumo das coisas. 
Imagine que o tempo muda todo dia, mas os planos de Deus são tão perfeitos que parece que a natureza os guarda solenemente. Vejamos as fotos:



Aqui as ramagens se entrelaçam e fazem , junto com as árvores, uma casinha  de um vão só, mas grande o suficiente para caber uma família.


 Caminho das águas.


Aqui as ramagens se entrelaçam e fazem , junto com as árvores, uma casinha  de um vão só, mas grande o suficiente para caber uma família.

A água traz de longe um tronco de árvore e vai marcando o caminho  mostrando sua força.






Um minadouro à margem do riacho .


Olha que imagem maravilhosa!!!!!!!













Lembrei de uma marchinha carnavalesca  de Capiba que dizia: "Tu não te lembras da casinha pequenina, onde o nosso amor nasceu, ô.." 

A malinação eterna das galinhas, kkkkkkkkkkk



O terreiro acidentado e a marca de histórias que ainda não se escreveram, mas que estão lá, esperando  os olhos atentos para  encontrá-las e colocá-las no papel. A verdade é que senti-me em meio a mata atlântica, o cheiro do lugar é de sossego! Suas árvores, sua terra, sua essência... meu Deus,  lá eu posso chamar de meu! Meu lugar, meu recanto, meu encanto, meu pedacinho de céu    rodeado de natureza! 

Comentários

Postagens mais visitadas