Um rio lá em casa

O rio lá em casa corre ligeiro  e trás de longe as histórias de outros cantos.



Suas águas barrentas escrevem um destino        menino e vão copiando as imagens das margens de todos os caminhos.






E viajando vão levando consigo as angústias de outrora, deixando apenas a alegria de um novo começo, que enche os olhos de quem vê.















O dia busca os braços da noite e o sol já se prepara para beijar a terra.

A lua desliza carinhosamente trazendo o véu da noite para encobrir a terra molhada da e lavada da água da chuva . E vem radiante, qual virgem em busca do noivo.


E vem a noite, com seus sonhos contidos , trazendo o descanso de uma esperança renascida junto com as águas que banharam a terra nua.

E o rio que levou embora a seca,  trouxe consigo o verde, que devagar vai rasgando  o pó deixado para trás.

Beth Ferreira, 14.04.2014.

Comentários

Postagens mais visitadas