Abrindo os olhos


Infelizmente não pensei que fosse ter de dizer uma coisa desse tipo, mas é inevitável. Agradar a um povo que vive politicamente condicionado é muito difícil. As pessoas que defendem uma bandeira partidária nunca descansam e jamais estão satisfeitas, mesmo que a insatisfação seja apenas pessoal, sempre irão buscar uma maneira de atrapalhar em vez de ajudar a melhorar. Por que digo isso? Simples. Na última sexta-feira eu pude ver um caso de respeito ao povo do interior, coisa muito rara em cidades pequenas. Vi um ambulatório funcionando com médicos especialistas – ginecologista, endocrinologista, oftalmologista, otorrinolaringologista, cardiologista, clínico geral, odontologista, sem contar com exames complexos como endoscopia digestiva – com atendimento prioritário e convencional.   Realmente existem pessoas que só sabem atrapalhar. Ouvi de uma senhora que passaria o dia todo lá para ser atendida, ouvi outra falar mal das atendentes por que não tinha mais vaga para fazer aquele exame naquele dia  e sim em outro, ouvi pessoas dizerem que se era ruim ficou  pior depois que trouxeram gente de fora para assumir cargos que muito bem poderiam ser ocupados por pessoas competentes do lugar. Até concordo, mas esse não é um motivo plausível para se tentar denegrir a imagem de uma pessoa só porque ela conseguiu um emprego e não é do lugar. Assim as pessoas jamais arranjariam empregos fora de sua localidade.  Eu não sou de onde moro, no entanto, foi aqui que arranjei meu trabalho e vivo há 23 anos. Deu-me vontade de frisar que em Aracaju quando vamos marcar um exame ou uma consulta e só conseguimos de um mês e meio em diante, dependendo da especialidade. Se for particular, chegamos cedo e saímos depois das duas ou três da tarde, mas ninguém reclama. Eu mesma fui à Itabaiana na clínica Vitae e cheguei às seis e vinte da manhã e só consegui ser atendida três e meia da tarde e eu estava PAGANDO. Lá em Canindé, cheguei sete e vinte da manhã e consegui a ficha de número vinte e um e fui muito bem atendida. Sabe o que eu vejo? Pessoas corrompidas politicamente que não pensam no  bem estar do seu povo e SE ACHA, só porque votou num certo fulano de um partido não sei das quantas e SE SENTE NO DIREITO DE MONOPOLIZAR OS CARGOS E FUNÇÕES DENTRO DAS INSTITUIÇÕES.  Não quero e não vou citar nomes, pois cabe a quem pensa dessa forma repensar o seu modo de agir dentro da coletividade. Se está insatisfeito e tem motivo claro e coerente, procure primeiro a quem de direito para reclamar, somente depois, caso não tenha a sua solicitação e ou reclamação atendida, é que você deve procurar a mídia. Mas não use  os meios de comunicação para falar o que você não pode provar, pois fica claro que isso não passa de picuinha política. Capacidade todo mundo tem. Tudo é passível de aprendizagem e oportunidades são feitas para todos, mas cada um tem a sua no seu tempo. Aprenda isso. Pense nas pessoas de sua comunidade e fale somente o que tem coerência, desarme-se de vínculos político-partidários para questionar as ações das pessoas, pois antes de tomarem decisões estas pessoas têm superiores e a eles devem esclarecimentos e obediência. Fale, mas fale com ciência. Eu dou parabéns a Canindé, pois quisera eu ter em minha cidade os médicos que tem ai todos os dias, pois sei que meus conterrâneos não passariam as dificuldades que sempre passaram. Pronto, falei. Antes de detonar alguém, procure conhecer a pessoa, para que não cometas injustiça ou incorra em erros graves que comprometam  não só a pessoa que você inveja, mas todos os que dependem dela.

Comentários

Postagens mais visitadas