Descaso ou desorganização?

A realidade das escolas estaduais no interior do Estado é calamitosa em alguns aspectos. Faltam vigilantes,  auxiliares de serviços básicos, agentes administrativos, coordenadores e principalmente, material para trabalhar. Mas uma realidade tem incomodado constantemente a vida de alunos e professores  na escola estadual  José Inácio de Farias, a falta de limpeza em seus ambientes. Não queremos acusar as pessoas que lá trabalham, pois a escola tem número reduzidíssimo de pessoal , queremos alertar o poder público para a situação e que encontre uma solução, pois o que deveria ser um ambiente de aprendizagem e ampliação de conhecimentos, revela-se um ambiente de deseducação, pois a lição primeira - organização - os alunos não tem. De quem é a culpa? Não sabemos e nem queremos conjecturar. Queremos sim, apoio e ações. Veja e avalie o que estou dizendo.



















O que fazer??????

Comentários

Anônimo disse…
O desrespeito do estado de Sergipe com a Educação é um absurdo, falta professores de algumas disciplinas ou áreas de conhecimentos nas escolas da rede, há escola que os alunos precisam fazer mutirão de limpeza em dias letivos para não estudarem no lixo, dias que poderiam está estudando, e o estado nada faz, muitos servidores de serviços básicos nas escolas se aposentaram e o estado não fez concurso nem contratou outras pessoas para fazer a limpeza das escolas. Depois ainda abre a boca para dizer que as maiorias dos alunos dos cetros de excelência passaram no vestibular, parabéns aos que conseguiram.
No estado há umas poucas escolas chamadas de centro de excelência quando na verdade todas as escolas deveria ser um centro de excelência, pois todo tem o mesmo direito à educação e educação de qualidade.

Postagens mais visitadas